Notícias e Informações
Voltar \ Ocupação de escritórios dispara em Lisboa e Porto face ao ano passado

Ocupação de escritórios dispara em Lisboa e Porto face ao ano passado

18 mar 2020
Ocupação de escritórios dispara em Lisboa e Porto face ao ano passado
Foram arrendados 8.000 m² e 34.989 m² de escritórios em janeiro e fevereiro de 2020 no Porto e em Lisboa, respetivamente.

Foram ocupados 8.000 metros quadrados (m²) de escritórios no Porto nos dois primeiros neses de 2020, o que representa um crescimento de 95% face aos 4.111 m² arrendados no mesmo período do ano passado. Já em Lisboa, foram ocupados 34.989 m² de escritórios em janeiro e fevereiro, bem mais que os 14.502 m² “entregues” no período homólogo. 

Em causa estão dados que constam no Office Flashpoint, que é emitido todos os meses pela consultora JLL e que passa agora a analisar também o mercado de escritórios da Invicta.

“Até à data, registam-se 7 operações neste mercado, com uma área média de 1.143 m²”, refere a JLL, salientando que “o mês de fevereiro contribuiu com apenas 468 m² para a atividade anual no Porto, contabilizando duas operações de pequena dimensão (cerca de 230 m² cada)”. Trata-se da instalação da Baiatech no Centro Empresarial Lionesa e da Devere na Arrábida Lake Towers.

No que diz respeito ao mercado de escritórios de Lisboa, foram ocupados 34.989 m² nos dois primeiros meses do ano, mais que duplicando os 14.502 m² registados em igual período do ano passado. No total de janeiro e fevereiro registaram-se 21 operações com uma área média de 1.666 m² por operação. De referir ainda que só em fevereiro foram ocupados 20.927 m² de escritórios, num total de 14 operações, mais 49% face a janeiro e um valor que “mais que quadruplica a performance de fevereiro de 2019”.

Segundo Mariana Rosa, Head of Office & Logistics Agency & Transaction Manager da JLL, “o Porto é um destino de escolha para cada vez mais empresas multinacionais e com uma oferta que está a qualificar-se bastante”. “É um mercado com um enorme potencial de crescimento (...). Quanto aos níveis de atividade de 2020, à semelhança do que é a tendência em Lisboa, poderiam estar muito mais robustos se houvesse capacidade de resposta do lado da oferta”, acrescentou.





Fonte: site Idealista - https://www.idealista.pt/news/imobiliario/escritorios/2020/03/17/42758-ocupacao-de-escritorios-dispara-em-lisboa-e-porto-face-ao-ano-passado

Veja Também